A Fénix é um pássaro místico que morre e renasce nas culturas e ao longo do tempo.

A lenda fala-nos de um pássaro mágico, radiante e cintilante, capaz de carregar sobre o seu corpo um peso idêntico ao de um elefante. O seu ciclo de vida para algumas civilizações equivalia a 500 anos, enquanto que para outras, a Fénix vivia 97.200 anos antes de morrer em chamas. E depois renascia das cinzas, para começar uma vida nova e longa. Tão poderoso é o simbolismo que passou para nós.

Desde que me lembro que sou voluntária: em organizações sociais, na ONU e hoje aqui, na FENIKS.

A associação FENIKS nasceu no dia 8 de março de 2013, Dia Internacional da Mulher, com o nome de Conceitos do Mundo. Consideramos o dia 8 de março mais um Dia Internacional dos Direitos Humanos, já que se é dia da mulher é dia de todos (metade do mundo é mulher e a outra metade nasceu de mulheres). A associação estava talhada para ser uma associação de dignidade e de trabalho pelos direitos humanos.

2019 foi um ano mau. Fui FENIKS e conheci muitas pessoas à minha volta que também elas eram FENIKS: a renascer todos os dias de sérias violações de direitos humanos pelo estado, pelos bancos, pelas empresas e mesmo pelas pessoas próximas delas. Com isto, mudámos a estratégia da associação.

A Fénix nas lendas é um grande pássaro, de tamanho de condor. É uma ave colorida de vermelhos, roxos e amarelos, pois está associada ao sol e ao fogo nascente. Os olhos da Fénix são azuis e brilham como safiras. Este pássaro constrói o seu próprio ninho, e a inflama-o com as suas asas. Após a morte, esta ave levanta-se gloriosamente das cinzas ainda mais forte e radiante que a sua antecessora e voa para longe.

A Fénix simboliza a renovação e a ressurreição e representa muitos temas, como “o sol, o tempo, o império, a metempsicose, a consagração, a ressurreição, a vida, o homem/mulher excecional”.

Na Ásia, a Fénix reina sobre todos os pássaros, e é o símbolo da imperatriz chinesa e da graça feminina, bem como do sol e do sul. Avistar uma Fénix é um bom sinal: uma nova era começou. A Fénix representa as virtudes: bondade, dever, propriedade, gentileza e confiabilidade.

O Phoenix também é um símbolo alquímico. Representa as mudanças durante as reações químicas e a progressão através das cores, propriedades da matéria e tem a ver com os passos da alquimia na fabricação da Grande Obra ou da Pedra Filosofal.

Dizem também que as lágrimas da fénix têm grandes poderes de cura, e se a Fénix está perto, não se pode mentir.

Continuamente transformando-se e remodelando-se, a fénix representa a ideia de que o fim é apenas o começo.

E é. O fim é um começo ou vários começos.

Aqui, começámos assim: Feniks! Vai em Afrikaans já que as Feniks em África são maiores e mais resistentes! Como nós!

Gostava de conhecer-nos melhor? Entre em contacto connosco!

Teremos todo o gosto em conversar consigo!

Anabela Moreira
Associada Fundadora e FENIKS